Greve lá e aqui

CANOAS | Acordo com empresas de ônibus estanca greve metropolitana; já na Sogal, clima ainda é de tensão

Ônibus: movimento de greve estanca na região metropolitana, mas surge em fotos isolados entre rodoviários da Sogal

Acordo definido nesta segunda-feira garante pagamento integral do vale-alimentação para rodoviários metropolitanos; na Sogal, promessa é pagamento dos atrasados no dia 1º

Rodoviários metropolitanos, que trabalham nas linhas que levam a Porto Alegre, não farão greve. Na tarde desta segunda-feira, 30, o sindicato da categoria e os empresários do setor chegaram a um acordo para o pagamento integral do vale-alimentação a partir de setembro e quitação dos atrasados até 31 de outubro.

 

LEIA TAMBÉM

CANOAS | As duas faces da visita de Lasier Martins a Canoas: o convite, o aperto de mãos e o '2022 é logo ali' do senador

CANOAS | Inteligência contra o crime: o arsenal de informação, tecnologia e estratégia do delegado Wendt em Canoas

 

Os vales vinham sendo pagos a 50% desde março do ano passado, quando um acordo previu a diminuição como forma de conter as despesas das empresas diante da pandemia. Com o acordo, a greve fica suspensa. De acordo com o SindiMetropolitano, no entanto, caso não haja quitação dos valores negociados, o movimento pode rediscutir uma paralisação.

Nesta terça-feira, a Comissão de Assuntos Municipais da Assembleia Legislativa convocou uma audiência pública para tratar do transporte metropolitano. A audiência foi proposta pela deputada Patricia Alba (MDB) e começa às 9h30, com transmissão ao vivo pelo canal da Assembleia no YouTube.

E a Sogal?

Já o transporte municipal ainda vive momentos de tensão com parte do salário de julho e a quinzena de agosto em atraso. Por força de um acordo feito na Justiça do Trabalho, o Sindicato dos Rodoviários não pode incitar movimentos de greve – mas, de forma isolada, alguns trabalhadores já falam em cruzar os braços caso não sejam quitados os atrasados junto com a folha de agosto, que deve ser paga em 1º de setembro.

Na conversa que tiveram com a Junta Governativa, a empresa e os representantes do sindicato, os trabalhadores ouviram que a Sogal fará um esforço para pagar o salário do mês e o faltante de julho. A quinzena de agosto, no entanto, levaria mais uns dias para ser regularizada.

 

 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Receba nossa News

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade