Pandemia

CANOAS | ’Vamos cumprir a decisão judicial’, diz secretária; volta às aulas só com segurança jurídica

Em áudio, secretária de Educação de Canoas descarta volta abrupta às aulas na rede municipal

Sônia Rosa, secretária de Educação de Canoas, não pretende usar a regra do decreto 55.852 para uma retomada do ensino público municipal de forma presencial já na semana que vem. Embora o Governo do Estado tenha criado a possibilidade, ainda faltaria segurança jurídica para isso. "Canoas vai cumprir o que a Justiaça determina", diz a secretária. "Por enquanto, não retornamos às aulas presenciais".

 

LEIA TAMBÉM

CANOAS | Estado autoriza cogestão na Educação para volta às salas de aula; Sinprocan avisa: sem vacina, não

CANOAS | Alívio nos indicadores pressiona por bandeira vermelha; Canoas e os '50 tons' de flexibilização

 

O Sindicato dos Professores, o Sinprocan, também é contrário ao retorno – mas por outros motivos. O presidente da entidade, Júlio César Santos, lembra que em assembleia geral, a categoria decidiu que só com vacinação o retorno será seguro.

A campanha de imunização contra a Covid-19, coordenada pelo Governo Federal, prevê que professores fazem parte do grupo prioritário, mas ainda não há data para que sejam incluídos no calendário vacinal. Além disso, municípios e o próprio Estado tratam da compra de mais doses para ampliar o acesso deste público ao imunizante.

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Emocore Rave

Expansionismo genético Votem no clichê sagrado Em edição americana Sempre haverá uma Salém Ossos no fundo do poço Carne new wave Emocore rave Para o mal Para o bem.

Leia mais »