Política

CANOAS | Jairo Jorge fala: o vídeo em que prefeito afastado assume a frente de sua defesa política

Quase 20 dias depois que o 'vendaval' Copa Livre passou por Canoas, Jairo Jorge publica vídeo nas redes sociais prometendo se defender e voltar à Prefeitura

Jairo Jorge está no comando político de sua defesa pública – a jurídica, como sabemos, segue a cargo de Jader Marques, um dos mais famosos advogados do Estado. De tudo o que o prefeito falou em vídeo publicado na noite desta quarta-feira, 20, em suas redes sociais, a principal mensagem é: JJ está disposto a lutar.

Os 20 dias anteriores, em que passou em silêncio, não davam essa certeza.

Para quem ainda não viu, segue aqui o vídeo:

 

 

Em resumo, Jairo afirma que não é culpado pelo que lhe imputam, lembra realizações do governo e comenta os fatos que levaram ao seu afastamento no final de março – "o pior dia da minha vida", em suas palavras.

Um ponto importante: JJ garante que estava em Canoas horas antes do suposto encontro em São Paulo em que teria conversado com os empresários também envolvidos na investigação. O MP afirma que esse encontro teria acontecido para oferecer ao então candidato recursos de caixa 2 para campanha que se iniciava. "Estive em São Paulo em outra data e me encontrei com políticos, inclusive o presidente do meu partido", diz, referindo-se a conversas que manteve com Gilberto Kassab, o 'CEO' do PSD nacional.

 

LEIA TAMBÉM

CANOAS | Caso de Jairo Jorge é bem diferente do de Miki, em Cachoeirinha: os paralelos e as distâncias da cassação ' ali do lado'

 

JJ não oferece resposta para tudo, por óbvio. Essa defesa lhe cabe na Justiça. Mas ao voltar a público pessoalmente, dá o tom que espera de sua defesa pública – aquela que não vai aos tribunais, mas arbitra reputações e legados nas redes sociais. Francamente, imaginava que isso seria feito pelo partido e suas figuras de mais expressão em Canoas – mas fora o prefeito em exercício, Nedy de Vargas Marques, e algumas intervenções na Câmara, ninguém se apresenta. Curioso esse caso de abandono seletivo e precoce.

Recurso para voltar 

De concreto, Jairo ainda informa que recorreu ao Tribunal de Justiça para retornar ao cargo do qual foi afastado em razão da Operação Copa Livre, deflagrada em 31 de março. A operação, comandada pelo Ministério Público gaúcho, investiga supostas irregularidades em contrados de higienização e gestão hospitalar em Canoas. Entre eles, o Pronto Socorro – que já está sob intervenção do Estado – e o da SAMU – rescindido e com súmula publicada no Diário Oficial de 18 de abril, com efeitos retroativos a 8 de fevereiro.

O recurso para volta ao cargo de prefeito ainda não tem data para ser julgado.

Por fim, explica que respeita a 'autonomia' de sua esposa, Thais Pena, também investigada pela Copa Livre. Nesse ponto, parece que a estratégia jurídica adotada seja a separação das defesas – o que já se ouvia como especulação, dias atrás. 

"Quando é com a gente, nós aguentamos tudo. Mas quando afeta filhos, esposa, pais idosos, a coisa muda de figura", diz, em certo trecho do vídeo.

Agora, é aguardar o que se levanta dos tapetes dos tribunais.

 

 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Emocore Rave

Expansionismo genético Votem no clichê sagrado Em edição americana Sempre haverá uma Salém Ossos no fundo do poço Carne new wave Emocore rave Para o mal Para o bem.

Leia mais »