Preços

CANOAS | Gasolina a 7 reais: quando será a nossa gota d’água

Tudo subiu na casa dos 'enta': luz, 40%; gasolina, 73%; tomate, 80%

Escrevi ontem na minha conta do Twitter que a cada ida ao supermercado, quem vive de salário se sente mais empobrecido. É porque estamos ficando mesmo mais pobres, na verdade. O aumento mais recente da gasolina, que deve chegar nesta terça-feira à R$ 7 em Canoas, é só o último episódio de um ciclo que se repete: preços reajustados + renda do trabalhador estagnada = menos comida na mesa. No fim das contas, a gente escolhe o que levar e o que não levar para casa, mas sempre leva menos.

A pergunta que fica é: quando será a nossa gota d'água?

 

LEIA TAMBÉM

CANOAS | O ’passo-atrás’ que Canoas aguarda para lançar edital da gestão dos hospitais

CANOAS | Edital das UPAs abre caminho para livrar Canoas do Gamp

 

Entendo que parte do problema ainda seja reflexo da pandemia e de uma retomada lenta ou lentíssima – quase nula para alguns setores ainda. Mas o bolso que paga o giro dessa roda não está mais aguentando. Quer um exemplo? Sexta passada, na agência do Banrisul do Centro Canoas, na fila de espera por atendimento, conversei com 10 clientes; oito estavam lá para resolver algum tipo de superendividamento. Gente que trabalha e tem salário, mas que ao longo dos últimos meses – por conta da pandemia ou não – gastou mais do que podia reiteradas vezes. É claro que não fizemos um escrutínio detalhado de como cada um dá solução para seus problemas financeiros, mas me chama a atenção que quase todos, naquela sexta, tenham dado horas do seu dia a pedir ajuda do banco para não deixar de comprar comida para a família.

O preço da gasolina, no fundo, não é nosso único problema – é só o exemplo mais recente. A conta de luz já subiu 41,25% em 2021; o tomate, 82%. E a carne, que baixou um pouquinho porque a China deixou de comprar o que vinha encomendando, tinha disparado 60% antes disso. Os insumos da construção civil, que emprega milhões Brasil afora, dobraram em 10 meses. E ainda teria um rosário e meio de exemplos para citar, mas chega.

A pergunta que fica é: quando será a nossa gota d'água?

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Emocore Rave

Expansionismo genético Votem no clichê sagrado Em edição americana Sempre haverá uma Salém Ossos no fundo do poço Carne new wave Emocore rave Para o mal Para o bem.

Leia mais »