Educação na pandemia

CANOAS | Com novo decreto, Educação espera avanço no ensino presencial

Secretária Sônia Rosa comentou com o blog sobre as mudanças na regra de distanciamento nas salas de aula

O que era proposta virou decreto. Em Canoas, desde o dia 3 de setembro, as escolas podem funcionar no sistema presencial com distanciamento mínimo de um metro entre as classes – antes, era 1,5 m. O efeito imediato disso é o aumento de disponibilidade nas salas de aula, o que foi comemorado pela secretária de Educação, Sônia Rosa. "Nossos índices estão bons, então podemos ir avançando", disse, se referindo a baixa taxa de avanço da Covid-19 verificada em Canoas nas últimas semanas.

 

LEIA TAMBÉM

CANOAS | A assinatura de um contrato em Guarulhos tem mais a ver com o jeito com que nos movimentamos aqui do que se imagina

CANOAS | O que muda com novo decreto de risco para atividades em Canoa: a pandemia no nosso dia a dia

 

A cidade iniciou setembro com menos de 10% dos leitos de UTI/Covid ocupados com pacientes infectados pela doença e até menos do que isso, cerca 8%, nos leitos de enfermaria. O que não quer dizer que os cuidados devam ser abandonados. "Seguimos orientado que todos façam a higiene correta das mãos, usem máscaras e não algomere, dentro ou fora da escola", lembrou a secretária.

Segundo Sônia, cerca de 25% dos alunos matriculados na rede municipal de Educação voltou ao sistema presencial em julho, quando as aulas puderam ser retomadas na cidade. Este índice chegou a 32% no final de agosto. "Estamos fazendo um trabalho com as escolas para busca ativa e resgate de alunos que não vinham comparecendo", explicou. "Assim, trouxemos de volta à escola cerca de 2 mil alunos".

Sônia contou que parte desse alunos não vinha acompanhando as aulas no sistema online e, portanto, não tinham contado com o ensino.

Risco Covid

A secretária comentou, ainda, que não houveram surtos de covid nas escolas mesmo com o maior movimento após a retomada do ensino presencial. "Isso graças à testagem que a prefeitura disponibiliza e ao avanço da vacinação", avaliou. "Fora alguns casos isolados, não tivemos nenhum fechamento de escola, surto, nada disso".

De acordo com levantamento da Secretaria de Educação, apenas seis professores e seis crianças em diferentes escolas da rede tiveram casos confirmados de Covid-19. "Os cuidados, no entanto, seguem e estamos muito atentos", garantiu Sônia.

 

 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Emocore Rave

Expansionismo genético Votem no clichê sagrado Em edição americana Sempre haverá uma Salém Ossos no fundo do poço Carne new wave Emocore rave Para o mal Para o bem.

Leia mais »