Solidariedade

CANOAS | Canoas inicia arrecadação de donativos para auxiliar famílias de Petrópolis

Ação solidária, coordenada pelo Gabinete do Prefeito, inicia nesta quarta-feira e segue até a próxima sexta

 

Uma ação de solidariedade começa a mobilizar funcionários públicos e comunidade em apoio às famílias atingidas pela tragédia das fortes chuvas em Petrópolis, Rio de Janeiro. A arrecadação começa nesta quarta-feira (23) e segue até sexta-feira (25). Roupas íntimas, material de higiene, toalhas de banho e roupa de cama são os itens que devem ser arrecadados por Canoas. Essa iniciativa é resultado de um acordo de cooperação assinado hoje (22) em apoio à cidade fluminense, pelos municípios que integram a Frente Nacional de Prefeitos (FNP). 

 

LEIA TAMBÉM

CANOAS | Quarta tem mutirão para vacinar crianças de 5 a 11 anos: volta às aulas sem Covid depende da prevenção

CANOAS | Sônia Rosa, a ’ficha 1’ de Sebastião Melo para Educação em Porto Alegre

 

Os donativos podem ser entregues no Paço Municipal (Rua Ipiranga, 11, Centro), na sede da Defesa Civil (Rua Bandeirantes, 450, Bairro Nossa Senhora das Graças) e Câmara de Vereadores (Rua Ipiranga, 123, Centro). O atendimento acontece das 8h às 12h e das 13h às 18h.  Nesta quarta-feira (23), as equipes da Defesa Civil também vão ter um ponto de coleta no Canoas Shopping e no ParkShopping. Mais informações pelos telefones: 3476.3400 e 99322.5764. 

“Esses deslizamentos atingiram toda a cidade de Petrópolis. Foi uma grande tragédia com um desdobramento social e econômico muito grande. Por isso, queremos prestar toda a nossa solidariedade para ajudar os nossos irmãos de Petrópolis/RJ”, destaca o Secretário Adjunto de Relações Sociais, Celso Pitol. 

A Frente Nacional de Prefeitos (FNP) está fazendo esse grande movimento em vários municípios do Brasil para o envio de ajuda humanitária para Petrópolis. O prefeito de Canoas, Jairo Jorge, é vice-presidente de Relações Internacionais da FNP.

A tragédia de Petrópolis e a solidariedade

•    A tragédia em Petrópolis é considerada a maior já registrada, superando as ocorrências de 1988 e de 2011 no município – já são mais de 180 mortos e mais de 1,5 mil desabrigados. Em pouco mais de duas horas, a cidade histórica perdeu a capacidade de escoamento, quando aconteceram os deslizamentos;

•    O acordo assinado entre a FNP e a prefeitura de Petrópolis prevê, além de troca de experiências entre municípios que passaram por situação semelhante, sugestão de programas e políticas públicas de assistência social e econômica, captação de recursos nacionais e internacionais para prevenção e implantação de medidas necessárias à mitigação e enfrentamento de desastres e a instituição de uma Comissão Permanente de Prefeitas e Prefeitos de Cidades Brasileiras Atingidas ou Sujeitas a Desastres Naturais, para promover o acompanhamento dessa agenda e facilitar a atuação perante órgãos e instituições nacionais e internacionais.

 

 

Participe de nossos canais e assine nossa NewsLetter

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Conteúdo relacionado

Emocore Rave

Expansionismo genético Votem no clichê sagrado Em edição americana Sempre haverá uma Salém Ossos no fundo do poço Carne new wave Emocore rave Para o mal Para o bem.

Leia mais »